14/10/2021 às 12h35min - Atualizada em 14/10/2021 às 12h25min

A CRISE NO PAÍS E A INADIÁVEL ABERTURA DOS SHOWS EM SALVADOR VS. OS RISCOS IMINENTES DA PANDEMIA

Por; Sheyla Motta - Sheyla Motta

É fato que o país está em crise em quase todos os âmbitos, principalmente em decorrência da pandemia, que além de ceifar tantas vidas têm impacto que ainda não pode ser dimensionado. Em especial, no presente texto, dar-se-á ênfase a situação dos pequenos músicos da Bahia.
A classe artística precisa de incentivo no campo da cultura que envolva o mercado pela política. As leis devem ser revistas pelos deputados e vereadores, sendo assim, um ponto de partida para mudanças que possam beneficiar a cultura nesse momento.

Em primeiro lugar, é imperativo ressaltar que a ausência de políticas públicas para a categoria dos pequenos músicos é um dos fatores que corroboram para o cenário de descaso evidenciado.
De maneira análoga, é útil explicitar aqui a falta de ações e projetos que visem atender às necessidades dessa classe, seja no âmbito artístico, financeiro ou social.

A lógica concorrencial torna-se evidente quando os grandes artistas, os quais poderiam fornecer subsídios, tanto artisticamente quanto financeiramente, não o fazem. Desse modo, é notório que muitas vezes essa lógica capitalista irrefreável suprime qualquer empatia possível de ser gerada na própria classe. Enfim, depende de diálogo, visão e união de esforços aos interessados para reintegrar esses pequenos músicos ao mercado, a fim de mostrar que o poder cultural e criativo é, em Salvador, a cidade da música, pulsante e realizador no axé de suas raízes, musicalmente falando.



Por Sheyla Motta - JBN Bahia
14/10/2021
Link
Relacionadas »
Comentários »

QUEM SERIA SEU PRESIDENTE EM 2022

50.0%
28.8%
0%
5.0%
3.8%
2.5%
0%
1.2%
0%
1.2%
1.2%
5.0%
0%
0%
1.2%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp