Link112" target="_blank" id="publicidade20" >
26/07/2021 às 18h40min - Atualizada em 27/07/2021 às 00h00min

Práticas ESG crescem nas empresas e tornam-se vantagem competitiva

Estudo revela que as iniciativas têm atraído cada vez mais profissionais de alto nível para as organizações

SALA DA NOTÍCIA Marcelo Carvalho Monteiro da Silva
As pautas ambientais, sociais e de governança corporativa (Environmental, Social and Governance, em inglês) nunca estiveram tão em alta quanto agora. Empresas de todos os setores correram para se posicionar como apoiadoras dos princípios propostos e executivos de todas as áreas também estão valorizando as práticas no ambiente corporativo.

De acordo com estudo realizado pela Robert Half, líder mundial em soluções em talento, metade dos profissionais que trabalham em organizações engajadas nos termos ESG, se mostram muito mais fiéis à empresa devido a praticarem uma gestão sustentável de fato.  Outro aspecto interessante que a pesquisa revelou é que 83% daqueles que buscam uma nova colocação, consideram ESG um fator importante na hora de ingressar em um novo emprego.

Segundo Uranio Bonoldi, especialista em cargos de alta gestão e consultor em governança corporativa, “a geração dos Millennials, tendo alcançado cargos de alta liderança, aliado à parcela mais velha da Geração Z no mercado de trabalho faz com que a importância dessas pautas aumente, visto que são eles os mais exigentes em relação à responsabilidade social”. A pesquisa ainda pontua que, além da atração e retenção de talentos, 55% dos recrutadores entendem que as iniciativas ajudam a melhorar a imagem da empresa diante do público e, 34% veem como oportunidade de aumentar a confiança de investidores.

Um outro estudo, realizado pela BCG, empresa de consultoria, corrobora com esse dado e afirma: as organizações que implementam os princípios ESG conseguem aumentar seu valor de mercado e ter maior lucratividade, além de correr menos riscos de crises de imagem ou jurídicas.

Para Uranio, “as iniciativas são fundamentais também como estratégia de negócios. Quando as pautas ambientais, sociais e de governança estão presentes na cultura organizacional - e não apenas no discurso - os benefícios vão além da empresa e do colaborador: toda a sociedade é beneficiada”. De acordo com o especialista “os colaboradores e consumidores querem se envolver com marcas que compartilham seus valores, isso cria conexão e ajuda a construir uma relação de confiança e lealdade”.

Diante desse cenário, é seguro afirmar que a tendência é uma intensificação das frentes ESG nas empresas - independente do segmento -, assim como uma cobrança cada vez maior por parte dos stakeholders e da sociedade. “Mas não adianta apenas anunciar, precisa estar no core business das organizações”, completa Uranio.

Uranio Bonoldi é consultor em planejamento estratégico e governança corporativa, professor do Executive MBA da Fundação Dom Cabral, onde leciona sobre “Poder e Tomada de Decisão”, escritor e palestrante. Trabalhou por mais de 30 anos em cargos de alta gestão, dentre os quais, CEO da Fundação Butantan.
Para mais informações, visite: www.influenciaepoder.com.br
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

QUEM SERIA SEU PRESIDENTE EM 2022

52.5%
23.7%
0%
5.1%
5.1%
1.7%
0%
1.7%
0%
1.7%
1.7%
5.1%
0%
0%
1.7%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp