Link112" target="_blank" id="publicidade20" >
18/08/2021 às 16h06min - Atualizada em 19/08/2021 às 00h00min

Redação para provas e concursos: como escrever um bom texto

Diversos concursos, vestibulares e exames conferem pesos altos as notas de redação e para alcançar um bom resultado é preciso estar atento a estrutura desse formato de texto

SALA DA NOTÍCIA Caroline Rodrigues
WWW.KULTIVI.COM.BR
CURITIBA, 18/08/2021 Além das comuns questões de múltipla escolha que avaliam conhecimento e interpretação de texto, grande parte dos concursos, exames e vestibulares cobram dos candidatos a habilidade de escrever bem. Quem está se preparando para prestar alguma prova sabe que alcançar uma boa nota na redação é essencial, e para conseguir uma boa avaliação é indispensável estruturar os parágrafos da maneira adequada, seguindo todas as regras especificadas para este formato de texto.

Pensando nisso, a equipe de profissionais da startup Kultivi (www.kultivi.com.br), plataforma online que oferece cursos preparatórios para o ENEM e concursos integralmente gratuito, elencou algumas dicas fundamentais para construir uma dissertação clara e bem escrita, dentro das competências que geralmente são consideras pelos avaliadores. Confira:

Estrutura do texto: Em maioria, os concursos, vestibulares e exames exigem que o candidato produza de uma dissertação argumentativa, ou seja, é preciso defender um ponto de vista, apresentando fatos, argumentos e questionamentos sobre o tema indicado de forma organizada. O ideal é ler os textos base, elencar ideias e construir um raciocínio logico, gerando reflexão e abordando as motivações que justificam a opinião exposta no texto e acompanhando a seguinte estrutura: introdução, desenvolvimento e conclusão.

Introdução: é na introdução que o autor do texto apresenta as questões que serão debatidas a seguir, é onde o tema da redação é contextualizado mostrando a importância da discussão. Essas informações devem estar presentes no primeiro parágrafo. “A dica aqui é ser criativo e instigar a curiosidade do leitor para que ele se envolva com a temática e queira prosseguir com a leitura. Uma boa maneira para isso é relacionar espontaneamente o tema com algum aspecto social e com a relevância disso na vida das pessoas, já apresentando a linha de raciocínio que será desenvolvida”, comenta Bárbara da Silva, professora de redação da Kultivi.

Desenvolvimento: os parágrafos devem estar interligados para que não haja desconexão de ideias. Ainda assim é preciso que ele seja claro e objetivo o suficiente para fazer sentido se lido separadamente dos outros. Para isso, a retomada de ideias é uma boa alternativa no desenvolvimento, que também é importante para não “fugir” do tema durante a argumentação. “É nesse parágrafo que as razões e motivações devem ser listados de forma mais intensa, explorando os fatos para justificar a posição do autor. Se a proposta apresentar mais de um aspecto para a discussão o ideal é dividir em parágrafos diferentes para que o tema não seja abordado de forma superficial e a leitura se torne confusa”, explica a especialista.

Conclusão: aqui o estudante deve finalizar o texto de maneira clara, simples e coerente, retomando informações expostas na introdução e no desenvolvimento e apresentando a proposta de intervenção se atentando a progressão textual, ou seja a divisão equilibrada entre as estruturas de introdução e desenvolvimento até chegar ao encerramento da ideia.

Para completar, é fundamental que o candidato tenha conhecimento não só da estrutura da dissertação, mas também sobre os tópicos que serão avaliados no texto. É importante demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa, considerando o novo acordo ortográfico; Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo; Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista e demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. “Por fim, a dica é ler os textos de exemplo para ter certeza de que seguiu o tema e passar o rascunho a limpo prestando atenção nas conjunções, pontuação, erros ortográficos, repetição, concordância e, principalmente, na coesão e coerência entre as partes do texto e o tema”, completa Bárbara da Silva.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

QUEM SERIA SEU PRESIDENTE EM 2022

46.5%
36.6%
0.7%
3.5%
3.5%
1.4%
0%
0.7%
0%
0.7%
0.7%
3.5%
0.7%
0%
1.4%
Link112" target="_blank" id="publicidade20" >
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp