Link112" target="_blank" id="publicidade20" >
21/06/2019 às 09h15min - Atualizada em 23/06/2019 às 00h00min

Nova era da informação ajuda gerações atuais a obterem mais conhecimento

Na época do “sharing is caring” (compartilhar é se importar), formação histórica-cultural é beneficiada pelo fácil acesso aos dados

DINO
https://casino.netbet.com/br/
O acesso às informações históricas ganha uma nova versão.

O mundo se encontra numa nova era, onde a tecnologia predomina, buscando cada vez mais facilitar a vida humana, desde a concretização de tarefas do dia a dia até facilitar a forma como as pessoas têm acesso à história de seu país ou de um determinado povo. Basta entrar na internet, apertar um botão e tudo aparecerá na tela.

História em todo lugar

Se antigamente o acesso às informações históricas e culturais do mundo era feito através de livros, recortes de jornais ou por histórias contadas pelos mais velhos, hoje, a história ganha uma versão mais acessível - e em tempo real. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, divulgada pelo IBGE, só no Brasil há 16 milhões de pessoas conectadas à internet. Ou seja, 64,7% da população tem acesso ao mundo digital, e o celular, segundo o estudo, é o equipamento mais usado para essa finalidade, estando presente em 97,2% dos domicílios com internet.

Segundo a pesquisa, os dispositivos móveis são os únicos utilizados para acessar a web em 38,6% das residências. Com uma população cada vez mais conectada, tudo indica que o mundo já se encontra em uma nova era, muito diferente do que vivíamos há apenas duas décadas. Agora, a tecnologia predomina e facilita cada vez mais a vida humana, desde a concretização de tarefas do dia a dia, como com os aplicativos de caronas; até facilitar a forma como as pessoas têm acesso a todo tipo de conteúdo, como fatos recentes e históricos de um país ou povo.

Para ler notícias e acompanhar os últimos acontecimentos do país e do mundo, aplicativos de notícias e as próprias redes sociais, como o Twitter, têm dominado às narrativas. Diante disso, o amplo acesso à internet também tem nos tornado mais globalizados. Fatos recentes como  as manifestações em Hong Kong, por exemplo, têm viralizado com vídeos em real time: já não precisamos esperar as notícias por cartas ou em tiragens dos jornais do dia seguinte, no noticiário na TV ou rádio. Para se informar, hoje, basta entrar na internet e tudo aparecerá na tela: o acesso às informações têm se tornado cada vez mais democrático e está a apenas alguns cliques (ou toques) de distância.

História portátil: em todo lugar e a qualquer hora

Com a infinidade de sites e jornais inseridos na rede virtual, tornou-se descomplicada a acessibilidade a determinadas épocas. Hoje, caso um estudante precise fazer um trabalho escolar sobre a Segunda Guerra Mundial, em menos de dois minutos, encontrará informações suficientes para concluir seu trabalho. O futuro para nós é agora e a história também vem sendo construída com a ajuda da web: a Índia, a maior democracia do mundo, tem uma nova "classe média virtual" de 300 milhões de pessoas profundamente pobres, mas que, pela primeira vez tempo, estão reivindicando seus direitos como cidadãos porque estão conectados pela Internet e podem interagir com o governo e com outros cidadãos tão facilmente quanto seus vizinhos mais ricos e educados.

Os locais onde as informações estão disponíveis também surpreende. Um exemplo curioso é que até mesmo sites voltados para diversão e apostas são novos locais para aprender história. Um exemplo claro é o cassino Pachinko, que possibilita que a pessoa se divirta ao mesmo tempo em que aprende sobre as formas de entretenimento do Japão antes da Segunda Guerra. E, de quebra, o jogador ainda tem a noção de como o jogo ajudou a levantar o país após a guerra.

Benefícios reais: as vantagens da rede para a atual geração

A partir do momento em que a nova geração consegue informações de forma acessível, constrói-se um discernimento sobre o que passou, tornando-os, como diria o filósofo Edmund Burkle, blindados à repetição dos erros do passado; visto que um povo que conhece sua história não tende a repeti-la.

Além disso, uma pessoa que conhece a construção, a história e a cultura das raízes de sua terra tende a ter mais respeito pela realidade dos outros, trazendo assim a possibilidade de diminuir cada vez mais a desigualdade entre os povos. E, além do mais, por que não acreditar que todo esse conhecimento também seja capaz de acabar com os preconceitos da sociedade, não é mesmo?

Do papel à cloud: a nuvem como os novos arquivos históricos

Assim como é possível conseguir informações, notícias, fotos e histórias das épocas anteriores com mais facilidade, atualmente o armazenamento desses marcos históricos também é feito de forma rápida. O espaço agora é dos servidores que se denominam “a nuvem”. Quer guardar momentos? Coloque na nuvem!

Ferramentas como o Google Drive são o que há de mais novo no quesito armazenamento de informações. Hoje, mais do que nunca, é comum encontrar diversas pessoas registrando um mesmo momento a partir das suas câmeras em seus celulares e integrando o conteúdo na nuvem. Textos, artigos e livros também são constantemente arquivados online. Não é à toa que, o sistema de armazenamento em nuvem da Google já havia registrado, até o ano passado, 1 bilhão de usuários ativos em todo mundo.

Evolução digital constante: o futuro é agora - e ele é globalizado

Como hoje há um maior interesse no passado e nas raízes das culturas ao redor do mundo, é possível concluir que a geração atual seja evoluída quando se diz respeito às noções da história e das desigualdades existentes no decorrer do desenvolvimento das civilizações humanas. O caso citado na Índia reforça esse fato na prática. Outros exemplos ilustram bem a mudança de paradigma atual: hoje, os cidadãos da Islândia estão participando de uma nova constituição. E os usuários da web do mundo todo têm traduzido a página da Wikipédia sobre a Mona Lisa em 89 idiomas.

O que se pode esperar para o futuro é que a geração seguinte tenha acesso às informações deixadas pela atual e possa evoluir do momento onde paramos, buscando também o fim da desigualdade e dos preconceitos – caso a nossa geração não tenha conseguido esse feito ainda.

 

 



Website: https://casino.netbet.com/br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

QUEM SERIA SEU PRESIDENTE EM 2022

46.9%
36.4%
0.7%
3.5%
3.5%
1.4%
0%
0.7%
0%
0.7%
0.7%
3.5%
0.7%
0%
1.4%
Link112" target="_blank" id="publicidade20" >
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp