18/05/2022 às 16h25min - Atualizada em 18/05/2022 às 16h25min

Augusto Vasconcelos comemora aprovação do Plano de Carreira da Guarda Civil.

O Projeto beneficiará, diretamente, 1,3 mil servidores, ativos e inativos, e será encaminhado para a sanção do prefeito Bruno Reis.

Por Van Carvalho - Jbn Bahia
Foto: Divulgação

A aprovação do Projeto de Lei nº 151/2022, que trata do Plano de Carreira e Vencimentos da Guarda Civil Municipal, aconteceu durante Sessão Ordinária da última terça-feira (17), na Câmara Municipal de Salvador (CMS). O Projeto beneficiará, diretamente, 1,3 mil servidores, ativos e inativos, e será encaminhado para a sanção do prefeito Bruno Reis.

 

O vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB), que também é Líder da bancada de Oposição na CMS, têm participado de diversas ações em defesa dos servidores, atuando, inclusive, na perspectiva legislativa, com falas no púlpito e apresentação de projetos que defendem e acolhem a categoria. Para ele, a aprovação do PL é resultado de uma luta árdua e coletiva, ressaltando, sobretudo, que diversos Guardas Civis Municipais acamparam, por 31 dias, na porta da Câmara. 

 

_ “A turma que corajosamente enfrentou toda sorte de ataque, enfrentou chuva, sol, realizou Assembleias, participou de negociações, acampou, levantou a pauta nas redes sociais. A valorização do servidor, é a valorização do serviço público. Este plano de carreira, este plano de cargos e vencimentos possibilita um horizonte profissional para esses trabalhadores e trabalhadoras que entregam, muitas vezes, suas próprias vidas para defender a cidade”_, destacou o parlamentar. 

 

Com um plenário lotado de servidores e de lideranças dos Guardas Municipais, a mobilização para votação tornou-se ainda mais forte. Aprovado por unanimidade, o projeto também ganhou emenda que prevê a nomeação de mulheres no mínimo em 20% dos cargos comissionados, consolidando também uma grande conquista. Ressaltando a importância desta aprovação, Augusto reforçou a necessidade do poder público atuar em defesa das mulheres. 

 

_ “Eles não se intimidaram, não se calaram, estão apresentando, inclusive, o aperfeiçoamento do projeto que é a mudança desse artigo 28, no seu texto original para assegurar também que haja uma maior participação das mulheres nos cargos de chefia e de comissionamento, porque as mulheres da Guarda Municipal merecem respeito e capacidade de ascensão profissional”_ comemorou.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Link112" target="_blank" id="publicidade20" >
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp