25/07/2019 às 10h49min - Atualizada em 25/07/2019 às 10h51min

Reação alviverde: Borja marca e salva o Palmeiras de uma derrota na Libertadores

O clube paulista saiu perdendo o jogo por 2 a 0, mas conseguiu o empate contra o Godoy Cruz

DINO
https://www.afolhahoje.com/
Palmeiras empata com o Godoy Cruz fora de casa

A vida do Palmeiras está recheada de reviravoltas nas últimas duas semanas. E desta vez, foi na Copa Conmebol Libertadores da América. O verdão viajou para Mendoza, na Argentina, para enfrentar o Godoy Cruz pelo jogo de idas das oitavas de final, começou mal a partida e acabou tomando dois gols nos primeiros minutos de jogo ao vivo. Da maneira que a partida se encaminhava seria ali o início de uma crise na equipe paulista, com o empate no clássico contra o São Paulo, eliminação na Copa do Brasil, perda da invencibilidade do Campeonato Brasileiro para o Ceará e uma má atuação contra o Godoy Cruz, que ameaçava a continuação na Libertadores, o Palmeiras vivia o período mais conturbado na era Felipão. 

Só que as 33 minutos as coisas começaram a mudar para o verdão. Felipe Melo diminuiu para o alviverde, após cruzamento de Marcos Rocha. Mesmo com o gol, o Palmeiras continuava com uma atuação bem diferente das que tinha antes da parada para a Copa América, principalmente na defesa, com Luan, Gómez, Marcos Rocha e Diogo Barbosa. Três minutos depois de respirar no jogo, o time paulista acabou cometendo um pênalti a favor do Godoy Cruz. Santiago García, autor dos dois gols do clube argentino, chutou no meio e Weverton defendeu com o pé. 

"Seria o 3 a 1. Teríamos que voltar a fazer uma partida excepcional para virar ou conseguir o empate. Quando o Weverton fez a defesa, também deu um ânimo maior para a equipe. Isso fez com que buscássemos o resultado do empate e da vitória" - falou Felipão. 

No segundo tempo, a equipe alviverde voltou melhor e acertou alguns erros na defesa e na construção de jogadas e acabou empatando com um belo gol do atacante Borja aos 13 minutos. 

"Godoy jogou bem. Saiu jogando muito bem. Fez o primeiro gol, o que fez com que nossa equipe ficasse mais perturbada. Logo depois, em novo contra-ataque, fez o segundo. (...) No segundo tempo, quando mudamos uma coisa de marcação, ficou mais igual. Foi um resultado que, para nós, saiu bem pelo início da partida que não foi boa" – disse Felipão em entrevista coletiva.

Borja ressurgiu 

O técnico Luiz Felipe Scolari optou por algumas mudanças e por peças diferentes do elenco na escalação. Uma delas foi a troca de Deyverson por Borja na frente do ataque. Alguns torcedores podem ter torcido o nariz, mas foi desta mudança que saiu o alívio palmeirense. O colombiano Miguel Borja, que não entrava em um jogo há quase dois meses, recebeu um belo lançamento de Luan na entrada da área, girou com qualidade e chutou por baixo do goleiro, empatando a partida em 2 a 2.

O atacante, que virou alvo de negociação e quase deixou o clube, não marcava um gol desde 27 de fevereiro, contra o Ituano pelo Campeonato Paulista, cinco meses sem balançar a rede. Além disso, o jogador teve boa atuação, criou chances e tornou-se o terceiro maior artilheiro do Palmeiras na Libertadores, com 10 gols, atrás apenas de Alex (12) e Tupãzinho (11).

"Sigo trabalhando, fazendo o que eu sei fazer, ninguém esquece o que sabe. Então, eu preciso só um pouquinho mais de confiança da parte das pessoas aqui, sempre tive confiança" – disse Borja em entrevista à Fox Sports.

Felipão também comentou sobre a escolha e a atuação do colombiano. "Coloquei o Borja porque entendo que ele é um jogador também de Libertadores, talhado para esses jogos. Como o Deyverson não vinha dando aquilo que eu desejava, achei melhor colocar o Borja, que é um jogador já vivido na Libertadores", declarou. 

Empate com gosto doce

Além dos problemas e da desconfiança da torcida, o Palmeiras havia passado por um momento complicado durante a viagem para a Argentina. Depois da derrota para o Ceará o clube embarcou direto em um voo fretado de Fortaleza para Mendoza, mas acabou passando por momentos de pânico ao tentar pousar na cidade onde seria a partida. O avião arremeteu duas vezes, por causa de rajadas de vento na região, e acabou mudando a rota para Rosário e por último foi deslocado a Buenos Aires, a mais de 1000 km de Mendoza. O incidente acabou mexendo também na programação do clube, que passou o domingo na capital argentina  e só chegou a cidade onde o Godoy Cruz manda os jogos na segunda-feira de manhã, tendo assim tempo para a realização de apenas um treino antes do jogo. 

Foi sofrimento na viagem e susto no jogo com um gol do Godoy Cruz aos cinco minutos de partida e outro aos 28. No final, o empate e os gols fora de casa conquistados pelo Palmeiras tiveram mais gosto doce de uma quase vitória, do que de uma derrota tendo em vista a má atuação da equipe no começo do jogo. 

Próximo desafio

O Palmeiras volta a campo no sábado, em casa, contra o Vasco pelo Campeonato Brasileiro, às 17h, tentando manter a liderança. Já pela Libertadores, o confronto de volta contra o Godoy Cruz tem data marcada para o dia 30 de julho, terça-feira, às 21h30, também no Allianz Parque, cerca de 24 mil ingressos já foram vendidos antecipadamente para a partida. 

 



Website: https://www.afolhahoje.com/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

QUEM SERIA SEU PRESIDENTE EM 2022

50.0%
17.9%
0%
7.1%
7.1%
0%
0%
3.6%
0%
0%
3.6%
10.7%
0%
0%
0%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp