04/02/2020 às 18h04min - Atualizada em 04/02/2020 às 18h04min

Oito animais de grande porte são retirados das ruas de Salvador em um mês

Jhonatanbiths - JBN Bahia Salvador
Secom/Ssa
Desde o ano passado, a capital baiana passou a contar com reforço nas políticas públicas para remoção de bovinos e equinos, assim como de porcos, cabras e ovelhas deixados em áreas urbanas da cidade, com a criação da Diretoria de Promoção à Saúde e Proteção Animal (Dipa), vinculada à Secretaria Municipal da Saúde (SMS). O órgão incorporou o serviço em dezembro passado, contratando uma empresa especializada para o atendimento a essas ocorrências. Durante o mês de janeiro, oito animais de grande porte em situação de abandono foram retirados das ruas.
 
A solicitação do recolhimento desses animais pode ser feita por qualquer cidadão através do Fala Salvador, no telefone 156. Segundo o diretor da Dipa, Gustavo Moraes, o serviço ocorre em regime de plantão 24 horas e possui apoio da Transalvador. Os bichos são encaminhados para uma área adequada onde recebem alimentação e outros cuidados como vacinas e exames. “Ou seja, realizamos o resgate e tratamento do animal. Caso o tutor não apareça no prazo de 15 dias, o animal é encaminhado para adoção”, explica Moraes.
 
O diretor da Dipa lembra que qualquer animal de grande porte, como boi, cavalo, mula, jegue e burro, que esteja solto em vias públicas da cidade pode provocar graves transtornos à população como acidentes de trânsito e danos ao patrimônio público. A situação é prejudicial, também, à saúde dos próprios bichos.
 
Procedimento – O primeiro passo para a retirada do animal é comparecer à Gerência de Trânsito de Salvador (Getran), nos Barris. O tutor deve apresentar documentação que comprove a guarda do mamífero (pode ser registro fotográfico ou registro da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia), além de identidade, comprovante de residência e fazer o pagamento de taxas que correspondem à remoção e permanência do animal capturado. A Transalvador agenda a marcação do dia e local onde ocorrerá a devolução do bicho.
 
Outras ações – A Diretoria de Promoção à Saúde e Proteção Animal também coordena o serviço itinerante de castração gratuita de cães e gatos, o Castramóvel. Desde o final de janeiro, o equipamento atende no campus da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) no Cabula. Em sete dias, cerca de 200 esterilizações foram feitas.
 
A Dipa também está à frente de mais projetos para proporcionar saúde e bem-estar aos animais de Salvador. Entre eles está a implantação do Hospital Público Veterinário que, em breve, terá licitação lançada. Outra iniciativa é o Cão Comunitário, que visa atuar em parceria com as comunidades realizando ações educativas para coibir maus tratos e abandonos de animais, além de ofertar a cães e gatos de rua serviços de castração, atendimento veterinário, alimentação e bebedouros.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp