24/10/2020 às 01h29min - Atualizada em 24/10/2020 às 01h29min

Stefano Diaz faz parte da Websérie Gay “Tão só, tão seu”, no Youtube, feita a distância na quarentena.

Discutindo temas como intolerância religiosa, o uso de fakes na internet, relacionamento a distância e homofobia.

Por Van Carvalho
Foto: Divulgação

O jornalista, arquiteto e ator baiano Stefano Diaz integra o casting da Websérie “Tão Só, Tão Seu”, do “Coletivo Cais”, canal do Youtube especializado em produção de séries LGBTQIA+ . 

 

Devido à necessidade de isolamento social e a pandemia, o canal do Youtube especializado em produção de séries LGBTQIA+, lançou na última semana “Tão Só, Tão Seu”, projeto gravado a distância com celulares que conta com atores de várias partes do Brasil em seu elenco. 

 

Discutindo temas como intolerância religiosa, o uso de fakes na internet, relacionamento a distância e homofobia, além de como as pessoas reagem as questões envolvendo o COVID-19, a série é escrita e dirigida por Daniel Sena e já tem dois episódios disponíveis com pouco mais de 40 mil acessos.

 

A proposta da série surgiu após o sucesso de “Um amor para o amanhã” série produzida nos mesmos moldes da atual que sinalizava as gravações seguindo os novos protocolos de saúde determinados no Brasil. 

 

Ultrapassando a marca de 1 milhão de views em seus episódios, a trama mostrou que era possível produzir um enredo inédito e que pudesse servir aos internautas como entretenimento num período tão difícil.

 

 Um dos pontos altos da série a distância é a interação com o público que pode participar através das lives semanais que discute junto com o elenco temas que surgem na trama e pela inserção de personalidades da vida real na ficção para alertar sobre pontos importantes como a transexualidade, adoção, direitos LGBTQIA+, entre outros.

 

O canal é produzido de forma independente e sem recursos e já visitou cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis, Brasília e Porto Alegre, abordando temas para levar entretenimento para seu público-alvo e ações de combate ao preconceito. O elenco das séries não recebe cachê e trabalha em prol da causa, da visibilidade e repercussão adquiridos ao longo de sua existência e de 12 séries.

 

Link do Canal no Youtube: 

 

O CAIS tem atualmente mais de 60 milhões de visualizações e 207 mil inscritos. Todo aparato técnico e estrutura de gravação é coletiva, contando com ajuda dos atores e dos fãs que apoiam com doações financeiras ou parcerias para figurino, locações e maquiagens.

 

INSTAGRAM: @stefanodiaz__

                       @coletivocais


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

QUEM SERIA SEU PRESIDENTE EM 2022

58.1%
16.3%
0%
7.0%
4.7%
2.3%
0%
2.3%
0%
0%
2.3%
7.0%
0%
0%
0%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp