21/01/2021 às 23h20min - Atualizada em 22/01/2021 às 00h20min

Home office reverte queda do consumo de energéticos no Brasil

Dados do setor apontam diminuição no consumo pelos jovens, devido à diminuição das festas na pandemia, mas trabalho em casa fez consumo aumentar

DINO
http://www.bioleve.com.br

Dados da Abir (Associação Brasileira da Indústria de Refrigerantes e Bebidas não alcoólicas) apontam que o consumo de energéticos cresceu 15% em 2019, com relação ao mesmo período do ano anterior. A produção total foi de quase 129 mil litros.

Os reflexos dos primeiros meses da pandemia, em 2020, foram negativos para o setor. Os energéticos são bastante consumidos pelos jovens, principalmente antes e durante as saídas noturnas. Com o isolamento social, as "baladas" diminuíram e, com isso, o consumo da bebida também.

Mas um outro componente equilibrou o jogo. Com o estudo e o trabalho em home office, muitos universitários e profissionais recorreram aos energéticos para manter a concentração e combater a preguiça e as distrações facilitadas pelo ambiente doméstico.

A Bioleve, por exemplo, manteve os mesmos níveis de produção do energético Energy Power, formulado para promover estímulo físico e mental. "O produto pode ser consumido mediante a necessidade de energia e concentração para a realização de atividades intensas, como praticar esportes exaustivos, estudar, fazer provas e até mesmo para evitar o sono", explica Sylvio Parente, diretor da empresa. Os ingredientes da bebida são comumente encontrados em outros alimentos e no organismo e estão relacionados com funções importantes para o bom funcionamento do corpo e da mente.



Website: http://www.bioleve.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

QUEM SERIA SEU PRESIDENTE EM 2022

52.5%
23.7%
0%
5.1%
5.1%
1.7%
0%
1.7%
0%
1.7%
1.7%
5.1%
0%
0%
1.7%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp