19/02/2021 às 11h54min - Atualizada em 20/02/2021 às 00h00min

Tecnologia auxilia na saúde mental e bem-estar durante o isolamento social

*Nando Souza, Head do Glorify Brasil

SALA DA NOTÍCIA Nando Souza, Head do Glorify Brasil

Durante o período de confinamento, que já dura quase um ano, a saúde mental das pessoas foi colocada em cheque. A rotina alterada, adaptação ao home office ou ensino remoto, o medo e incerteza do que está por vir, impactou a todos. Enquanto os casos de infecções por coronavírus aumentavam com o passar dos dias de isolamento, os problemas de saúde mental também cresciam, mas de forma silenciosa.

Segundo a OMS, a ansiedade está entre as principais enfermidades no Brasil - entre os 18,6 milhões de brasileiros com transtornos mentais, 86,5% sofrem com a doença. Além disso, um estudo da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), aponta que houve um aumento de 80% nas ocorrências de ansiedade e estresse e o dobro no número de casos de depressão durante a quarentena.

Com tantas restrições para sair de casa, encontrar amigos, ir à igreja, fazer exercícios físicos ou atividades de lazer, a tecnologia tem sido uma grande aliada na busca pelo equilíbrio emocional. De acordo com o relatório da consultoria Sensor Tower, apps ligados à saúde e bem-estar tiveram 2 milhões de instalações a mais em abril do que em janeiro de 2020. Já no Brasil, segundo dados disponíveis do portal RankMyApp, os downloads desses aplicativos dispararam 55% em março de 2020, em relação ao mês anterior.

Além disso, outro fator que possibilitou uma válvula de escape durante o isolamento, foram as ferramentas de conexão, que permitiram com que as pessoas se sentissem próximas umas das outras e até celebrassem aniversários e datas comemorativas. Sem o contato presencial, o Zoom, software para videoconferências, por exemplo, chegou a alcançar a marca de 200 milhões de usuários diários, e o WhatsApp relatou um crescimento de 76% no início da quarentena.

Neste momento, é muito importante nos mantermos distantes, mas conectados com aquilo que nos faz bem. A tecnologia pode facilitar e garantir o acompanhamento e conforto emocional, seja através de uma mensagem, aula online ou app para reflexões. Além disso, o apoio médico à saúde mental também pode acontecer por meio da telessaúde, mídia social e aplicativos para smartphones.

Não podemos negar as vantagens que a tecnologia proporciona. Entretanto, é preciso ter cuidado com o uso excessivo da internet e, principalmente, das redes sociais. Certamente, quando utilizada com consciência, a tecnologia traz muitos benefícios, como otimização de processos, melhor gestão de tempo, facilidades no trabalho remoto, conexão com pessoas distantes, execução de aulas e práticas religiosas.

O jeito é nos adaptarmos e aproveitarmos todas as possibilidades boas que o universo online tem para nos proporcionar nesse momento tão desafiador. Uma coisa é certa, é preciso se conectar com o outro, pois não sairemos dessa sozinhos.

*Nando Souza é Head do Glorify Brasil. Possui anos de experiência profissional em desenvolvimento de negócios no mercado de tecnologia cristã, co-fundou e gerenciou diversas startups cristãs que se tornaram empresas de prestígio e premiadas com alto volume de conteúdo de qualidade e parceiros estratégicos.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

QUEM SERIA SEU PRESIDENTE EM 2022

51.9%
14.8%
0%
7.4%
7.4%
0%
0%
3.7%
0%
0%
3.7%
11.1%
0%
0%
0%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp