19/02/2021 às 11h49min - Atualizada em 20/02/2021 às 00h00min

O poder da escolha do nome da loja - conheça histórias inspiradoras de grandes marcas

Sabia que o nome da gigante Amazon foi inspirado no brasileiro Rio Amazonas e que a Netshoes nasceu no comércio offline?

SALA DA NOTÍCIA Denise Almeida
https://assine.bagy.com.br/
Divulgação

Uma das maiores dificuldades para quem quer começar a empreender é, sem dúvida, definir o nome da empresa, principalmente quando estamos falando de pequenos empreendedores que desejam ter um e-commerce. 

Isso porque muita gente não tem noção do poder que um bom nome de loja exerce na hora de posicioná-la no mercado. A grande maioria acaba escolhendo um nome baseado somente nos seus gostos pessoais e esquece que ser estratégico é essencial para criar um vínculo forte com o seu público e transmitir os valores que a marca representa.

Pedro Rabelo, especialista em e-commerce e CEO do Bagy, plataforma que ajuda pequenos e médios varejistas a criarem sua própria loja virtual, mostra as histórias inspiradoras de como grandes marcas do varejo escolheram seus nomes e como isso impactou nos seus negócios. Confira:


A gigante do e-commerce global foi registrada inicialmente com o nome “Cadabra”, por se tratar de algo “mágico”. Porém, logo o fundador Jeff Bezos percebeu que a palavra podia ser associada a “cadáver” em algumas línguas, e decidiu mudar sua marca. A referência principal foi o próprio Rio Amazonas, considerado o maior do mundo em extensão e fluxo de água — uma inspiração para o negócio que pretendia ser líder mundial em vendas online. 

É uma empresa pioneira do e-commerce brasileiro, criada em 1999, e hoje integrada à Americanas.com. Seu nome foi inspirado no oceano, pois era preciso expressar a imensa variedade de produtos oferecidos, tão vasta quanto a biodiversidade marinha. Assim, o submarino foi escolhido por ser um veículo veloz, seguro, eficiente, capaz de desbravar essa imensidão de produtos online, além de ser um nome de fácil memorização. 

É um exemplo de marca autoexplicativa, que une o “net” (internet) ao “shoes” (calçados em inglês). O mais curioso é que a loja surgiu offline, em um pequeno estacionamento improvisado em São Paulo. Ainda bem que os fundadores resolveram fechar as lojas físicas e apostar tudo no e-commerce, criando uma das maiores lojas virtuais de artigos esportivos do Brasil. 

Tem uma das histórias mais inusitadas entre os nomes de lojas virtuais brasileiras. A líder do e-commerce de lifestyle teve sua marca inspirada no nome do seu primeiro estagiário, Daniel Fittipaldi. Basicamente, os fundadores pediram que todas as sugestões de nome fossem enviadas para o e-mail do rapaz e, como não gostaram de nenhuma, acabaram se baseando no endereço dele (algo como “danifiti”). O nome também remete ao “fit” de outfit e fitness.  

O verbo “decolar” é bem claro na associação com o ramo da empresa. Além disso, funciona bem tanto em português como em espanhol.  

No universo dos animais de estimação é comum as pessoas se referirem a seus bichinhos pela expressão em inglês, “pets”, daí os “pet shops”. A Petz optou pelo “Z” como um diferencial e acabou se destacando.  

Aqui temos um exemplo de nome de marca que englobou três variáveis interessantes: significado de uma ideia, palavra exata e verbo imperativo. A empresa vende cosméticos veganos, naturais e orgânicos e defende os ideais de uma vida mais saudável, sendo definido como “o destino online para o indivíduo consciente”. A combinação do verbo “use” com o conceito tão difundido “orgânico”, que é a palavra em voga para esse movimento de consumo natural, foi uma escolha acertada para alcançar seu público-alvo. 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

QUEM SERIA SEU PRESIDENTE EM 2022

50.0%
17.9%
0%
7.1%
7.1%
0%
0%
3.6%
0%
0%
3.6%
10.7%
0%
0%
0%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Link112" target="_blank" id="publicidade20" >
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp