04/06/2019 às 15h02min - Atualizada em 05/06/2019 às 00h12min

Cirurgias neurológicas no Brasil são alternativas no tratamento de crianças afetadas pelo zika vírus

As rizotomias dorsais seletiva lombar e cervical, esta realizada no Brasil exclusivamente pelo neurocirurgião Francisco Alencar, promovem melhora significativa na qualidade de vida dos pacientes

DINO

A Rizotomia Dorsal Seletiva Lombar (RDS Lombar) e a Rizotomia Dorsal Seletiva Cervical (RDS Cervical), técnica cirúrgica inédita no Brasil, despontam como alternativas terapêuticas para pacientes afetados pelo Zika virus. Único especialista a realizar a RDS Cervical no País, o neurocirurgião Francisco Alencar vai apresentar esta semana em Fortaleza (CE), durante o XIII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica, estudos que comprovam a eficácia das duas técnicas para tratar problemas neurológicos graves em crianças com microcefalia decorrente da malformação congênita associada ao Zika.

O vírus Zika, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, foi identificado pela primeira vez no Brasil em 2015. Considerado uma ameaça à saúde mundial, está relacionado a malformações congênitas. De acordo com dados do Ministério da Saúde divulgados em 2015, a região Nordeste liderou as estatísticas com 33.571 casos, afetando 553 gestantes. "Os surtos de microcefalia associados ao Zika virus trouxeram muitos ensinamentos quanto ao comprometimento neurológico das crianças com microcefalia", observa Francisco Alencar.

Em geral, destaca o cirurgião, os quadros neurológicos em crianças afetadas pelo Zika virus são extremamente graves e rapidamente progressivos, em comparação à paralisia cerebral de outras etiologias. Uma das consequências é a espasticidade, caracterizada pela contração muscular, que provoca dores, dificuldades para executar tarefas do dia a dia e deformidades nas articulações.

Da mesma forma que as crianças diagnosticadas com paralisia cerebral, os pacientes afetados pelo vírus Zika são tratados com medicamentos via oral e com aplicação de toxinas botulínicas. Porém, ao acompanhar várias crianças com microcefalia, Alencar constatou que apesar das medicações e terapias adequadas, a espasticidade continuou a evoluir de forma bem rápida e severa, comprometendo em especial os membros superiores, diferentemente do que ocorre em pacientes com paralisia cerebral pura.

Um dos pioneiros no Brasil na realização da Rizotomia Dorsal Seletiva Lombar (RDS Lombar), que trata a espasticidade e melhora a mobilidade de membros inferiores, o médico colheu resultados surpreendentes entre pacientes com microcefalia. "As crianças corrigiram a postura ao sentar, as dores diminuíram, assim como as deformidades", diz.

A melhora considerável da mobilidade dos membros inferiores estimulou o neurocirurgião a ir além e desenvolver a Rizotomia Dorsal Seletiva Cervical (RDS Cervical) como alternativa para o tratamento da espasticidade em membros superiores.

As crianças afetadas pelo vírus Zika e que já se submeteram à Rizotomia Dorsal Seletiva Lombar, ainda não fizeram a Rizotomia Dorsal Seletiva Cervical por uma razão que o médico explica: "É preciso que haja o intervalo de seis meses entre as duas cirurgias."

Por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), convênios ou particular, já foram realizadas 66 RDS Lombar e 11 RDS Cervical pela equipe multidisciplinar do neurocirurgião Francisco Alencar. Entre os pacientes estão crianças com paralisia cerebral e adultos que sofreram traumas ou AVC. "Lembro mais uma vez que a RDS Cervical é inédita no Brasil e mostra claramente excelentes resultados para os membros superiores", afirma Alencar.

Davi Araújo Lima submeteu-se às duas cirurgias com a equipe multidisciplinar de Francisco Alencar. Como consequência da paralisia cerebral, o paciente apresentava um quadro muito grave de espasticidade. "A primeira cirurgia realizada pelo doutor Alencar foi a Rizotomia Dorsal Seletiva Lombar", conta Irla Santos Araújo, mãe do menino. Antes de passar pelo procedimento, Davi tinha dificuldades para se sentar e se locomover com um andador. "Hoje, ele tem flexibilidade, ganhou mobilidade e consegue dar passos", afirma.

A Rizotomia Dorsal Seletiva Cervical só foi realizada dois anos após a RDS Lombar. Antes da cirurgia, a espasticidade permitia que a mão do menino alcançasse apenas a altura dos olhos. Após a operação, Davi estica completamente o braço esquerdo, para cima e para baixo, passou a ter maior controle do tronco e a se comunicar melhor, por meio de gestos. "Essas cirurgias trouxeram para ele e para nós como família resultados incríveis. Só tivemos ganhos desde que decidimos pelas duas operações", destaca Irla.

Com base também na experiência de reabilitação de crianças com paralisia cerebral, como Davi, que pouco a pouco experimentam melhoras na mobilidade e na espasticidade dos membros superiores, o médico considera que também é possível obter respostas eficientes entre os pacientes afetados pelo Zika que se submeterem, no futuro, à Rizotomia Dorsal Seletiva Cervical.

Os estudos sobre RDS Cervical e RDS Lombar como alternativas terapêuticas para espasticidade em crianças afetadas pelo Zika vírus serão apresentados na próxima quinta-feira (6/6), em Fortaleza (CE), no XIII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica. Como artigo científico, o trabalho que envolve a Rizotomia Dorsal Seletiva Cervical e Rizotomia Dorsal Seletiva Lombrar será publicado na revista Children’s Hospital.

SAIBA MAIS

Neurocirurgião Francisco Alencar - O médico Francisco Alencar, referência nacional na área da Neurocirurgia, é reconhecido pela atuação em casos clínicos de malformações congênitas, oncologia, espasticidade, reabilitação, dor e distúrbios do movimento.

Rizo Movement
A necessidade de esclarecer familiares de pacientes com espasticidade sobre tratamentos e alternativas disponíveis no Brasil fez nascer o projeto Rizo Movement.

"Acreditamos que a informação transmitida de maneira clara, com apresentação de resultados e em linguagem descomplicada é essencial para que pais e profissionais realizem o tratamento correto para a espasticidade", afirma o neurocirurgião Francisco Alencar.

O sucesso comprovado nas experiências da Rizo Movement em Teresina (PI) e João Pessoa (PB) estimula os idealizadores à realização de eventos também em outras cidades brasileiras.

O Rizo Movement está na internet. Os interessados podem seguir o perfil no Instagram (@rizomovement) ou a página Rizo Movement, no Facebook.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (86) 98174-4014.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

QUEM SERIA SEU PRESIDENTE EM 2022

46.9%
36.4%
0.7%
3.5%
3.5%
1.4%
0%
0.7%
0%
0.7%
0.7%
3.5%
0.7%
0%
1.4%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp