20/08/2020 às 12h33min - Atualizada em 20/08/2020 às 12h21min

A Pandemia e o ano de 2020

Teremos eleições?

Marcus Barreto
Foto: Getty Images/ BBC
Caros(as) leitores(as) do JBN, a partir de hoje, de maneira diária, eu Marcus Barreto e Rita Machado, publicaremos uma coluna em que trataremos de diversos temas, principalmente temas ligados ao Direito, já que somos advogados. 

Hoje, trataremos da Pandemia da COVID-19 e o ano de 2020.

Longe de ser descrente em assuntos ligados ao mundo espiritual, metafísico ou outra denominação que preferirem, creio ser difícil que alguém nesse planeta tenha previsto que o ano de 2020 seria do jeito que está sendo. Lembro perfeitamente que nos primeiros dias de janeiro a hashtag mais comentada foi sobre um possível início da 3ª Guerra Mundial, já que o queridíssimo Trump resolveu, ao modo americano, mandar para outro plano espiritual um militar iraniano e outros que por azar estavam junto com ele naquele dia. Lembram-se disso?

Pois bem. Nesse ínterim, a COVID foi avançando, saiu da China, chegou na Europa e depois se espalhou para o resto do mundo. Se hoje ainda se conhece pouco do vírus, seis meses atrás se conhecia menos ainda. O mundo literalmente mudou de maneira radical, termos como lockdown se tornaram conhecidos, ações como isolar cidades ou regiões inteiras foram algumas das soluções encontradas e imagens de desfiles de caixões na Itália chocaram o mundo. Ou parte dele.
 
Aqui no Brasil, em que pese as informações desencontradas, com o governo federal de um lado e os governadores e prefeitos de outro, a população inicialmente pareceu compreender a gravidade da situação. Porém, com menos de 30 dias de medidas tomadas como redução da frota de ônibus, fechamento de shoppings e do comércio de maneira geral, limitação de horário para circular nas ruas, já era possível notar que a recomendação do “fique em casa”, era cada vez menos respeitada.

Hoje, mais de seis meses depois da chegada da COVID ao país, sem remédio de eficácia comprovada (cloroquina e ivermectina não tem comprovação científica para o combate a COVID, portanto não posso considerar), sem vacina, mortes diárias na casa dos 1.000 óbitos e uma boa parte da população parece não apenas ter normalizado esse número absurdo de mortes, como também subvalorizar a pandemia em si. Ruas lotadas, bares idem, festas de paredão, além de muita gente esquecer algo importantíssimo! 2020 é ano de eleição para prefeito e vereadores!

Sim! Com a pandemia e a impossibilidade de fazer qualquer tipo de campanha ou aglomeração, muita gente ainda não se atentou que mesmo com todo esse quadro, teremos eleições. O 1º turno será realizado no dia 15 de novembro de 2020. E caso haja 2º turno, será no dia 29 de novembro de 2020.

Disse que eleição é algo importantíssimo e de fato é. Apesar daquele lugar comum, que político rouba ou que esse ou aquele partido é corrupto, o fato é que é responsabilidade do cidadão eleger os representantes. E mais! Procurar realmente saber quem é, quais são suas ideias, o que pretende fazer. É muito simplista e ao mesmo tempo inútil achar que seu voto não faz diferença. Quer melhorias na sua cidade, em seu bairro ou mesmo em sua rua? Vote certo!

Aproveitando o espaço, apresentarei à outra colunista e também pré-candidata a vereadora. Rita Machado é advogada, com 18 anos de atuação na área jurídica, pós-graduada em direito do trabalho e com atuação nas áreas trabalhista, tributária, criminal, família e defesa do consumidor, com escritório aberto (pré-pandemia) para atender uma vez por semana pessoas carentes, sem condições de pagar advogados, as quais são atendidas com o maior zelo. Possui licenciatura em ciências contábeis, área na qual também atua. Milita em projetos sociais voltados para: o esporte (como capoeira e jiu jitsu), ao combate a violência doméstica, aos direitos LGBTQ, as manifestações culturais, assistência aos idosos e defesa dos animais. Além disso, a pré-candidata através do canal “Fale Comigo” todos os dias, a partir das 22:30h nas lives e também do direct, sempre no seu perfil oficial no instagram (@_ritamachadooficial), atenderá diretamente seus eleitores.

Por fim, apesar da aparente normalidade lembrem que ainda enfrentamos a pandemia. Portanto só saiam realmente em caso de necessidade ou trabalho, usem máscara, mantenham o distanciamento e usem álcool gel. Fiquem bem!
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »

QUEM SERIA SEU PRESIDENTE EM 2022

50.0%
28.8%
0%
5.0%
3.8%
2.5%
0%
1.2%
0%
1.2%
1.2%
5.0%
0%
0%
1.2%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp